SP – “EU TENHO CHÃO” com CAMILA SILVA (EXCLUSIVA)

0
63

A Super Rainha Camila Silva é atriz e com 32 anos já quebrou um tabu para poucas, que foi ser rainha de Bateria em grandes escolas do Rio e SP em um mesmo Carnaval. Hoje ela fala conosco sobre esta trajetória e os planos para o futuro”

CARNAVALN1 ?: Você iniciou sua trajetória no samba na Combinados de Sapopemba em SP. Passando pela Leandro de Itaquera e a Nenê de Vila Matilde. Ainda muito nova já tinha consciência e objetivos de onde queria chegar? E como a menina de comunidade chega ao posto de Rainha do Carnaval Paulistano?
CAMILA?: – Eu sempre gostei muito de carnaval. Quando eu era pequena ficava no portão de casa dançando. Sempre quis estar no carnaval. Com o passar do tempo foram surgindo oportunidades e eu as abracei e sempre tentei dar o meu melhor. Eu como mulher negra e de periferia tento sempre mostrar para crianças nas mesmas condições que eu de que é possível sim conseguir o que se almeja ou então simplesmente agarrar as oportunidades com unhas e dentes. Tudo para nós é mais difícil, mas nosso povo negro está acostumado a lutar e eu tento lutar bravamente por tudo que acredito.

CARNAVALN1 ?: Neste mesmo período você firma o casamento perfeito com a Bateria do Vai Vai. Foi fácil não ser da comunidade e chegar a cargo tão relevante?
CAMILA?: Nada que vem fácil é duradouro. No início as pessoas eram desconfiadas, mas me abraçaram e me incentivaram quando perceberam que eu estava me doando pelo Pavilhão e hoje, depois de 11 anos percebo que cada instante foi intenso e especial.

CARNAVALN1 ?: Até chegar a este posto, já ouvimos você dizer que teve uma “fada madrinha” que te ajudou no processo. Pode nos contar um pouco?
CAMILA?: Sim minha Fada Madrinha chama-se Tia Cleusa (in memorial) – a maior e melhor formadora de grandes rainhas. Ela me mostrou que seria possível sim eu me tornar uma rainha do carnaval e me ensinou pacientemente o caminho que eu deveria trilhar.

CARNAVALN1 ?: Camila dentro do carnaval quem é a sua referencia, sua inspiração?
CAMILA?: Além da Tia Cleusa, tenho outras importantes referências dentre elas Dona Guga do Morro da Casa Verde, quando a vejo com uma energia ímpar, entendo que ela representa o verdadeiro significado do samba. O samba cura a alma! Não importa a idade! Sem sambar a vida é triste

CARNAVALN1 ?: Como se deu o convite para desfilar na Sapucaí pela Mocidade e logo depois ser convidada a vir a frente da bateria?
CAMILA?: Eu fui à Padre Miguel conhecer a escola e como sambista me encantei com a bateria e não queria mais parar de dançar. Dias depois veio o convite da Diretoria da Escola e eu prontamente aceitei.

CARNAVALN1 ?: É notório o carinho dos Independentes com você . A comunicação e o contato com esta comunidade ainda existem?
CAMILA?: É recíproco todo o carinho e respeito. Como sempre digo ciclos acabam, mas o que guardamos no coração jamais mudará e sempre que posso converso com muitos integrantes da escola.

CARNAVALN1 ?: Sobre seu desligamento na Mocidade, ficou claro que questões financeiras e busca por subsídios por parte da escola, a parceria teve que ser quebrada. Você tem opinião sobre as “supostas compras de cargo” que hoje existem no carnaval?
CAMILA?: Embora eu acredite que cada dirigente faz o que acha mais importante para sua Agremiação, o lado comercial desses títulos dificulta o acesso de meninas simples que sonham com o posto. O samba perde!

CARNAVALN1 ?: Nas redes sociais antes da final de samba do Vai Vai, você compartilhou felicidade por este dia e logo depois a carta aberta de desligamento. Sua decisão se deu no dia? A escola ainda vive um clima de divisão, isso influenciou sua decisão?
CAMILA?: Eu já havia anteriormente balançado se continuaria ou não, mas como sambista queria estar com a escola neste momento de dificuldade, todavia quando você percebe que o respeito não é mais um valor enaltecido e principalmente que a palavra de pessoas que você conviveu diretamente, deixam de ser verdadeiras e passam se moldar conforme os medos de retaliações ou apenas para manterem-se no status ilusório de cargos de décadas, entendi que era um momento do basta. E decidi sair, de cabeça erguida, mas antes aproveitei cada segundo da minha despedida.

CARNAVALN1 ?: Ver você fora do Vai Vai ainda soa estranho para a imprensa que cobre esta festa. O que mais você sentirá falta após este rompimento?
CAMILA?: Estou bem tranquila. Sou parte de um todo. Um grão na imensidão que representa a Vai Vai. Sinto mais pelos que ficam, lutando pelo Pavilhão e tendo que enfrentar as divisões e disputas desenfreadas por poder.

CARNAVALN1 ?: A Camila Atriz, como anda a carreira? Tem projetos novos vindo por aí?
CAMILA?: Estou em constante aprimoramento. Neste momento tenho me dedicado muito a workshops dentro e fora do Brasil e estou adorando a experiência.

CARNAVALN1 ?: O Carnaval te ajudou a abrir portas? Como será ficar de fora do eixo Anhembi x Sapucaí? Tem convites aparecendo por ai?
CAMILA?: Recebi com muita honra o convite do Thor e da Carol Martins para representar o pavilhão da Paraíso do Tuiuti, também serei rainha de bateria da escola santista Unidos dos Morros e mais novidades estão por vir rsrs Sou muito grata a todas as oportunidades que o Carnaval me deu e continua me dando, seja para meu crescimento profissional, como sambista e principalmente como mulher, consciente de minhas origens humildes e periféricas

CARNAVALN1 ?: A boa noticia é que Camila Silva estará a frente da bateria da Tradicional escola santista Unidos dos Morros. Este novo namoro pretende ser longo?
CAMILA?: Estou irradiante. Morei muitos anos no litoral. Minha família reside na Praia Grande e essa experiência é nova e maravilhosa. Espero que venham bons anos de união.

CARNAVALN1 ?: Apesar dos últimos fatos, sua passagem fica marcada na história da Mocidade e do Vai Vai. Qual seu recado e o que deseja para os torcedores destas escolas sobre o próximo carnaval?
CAMILA?: Desejo um excelente carnaval às Comunidades e que Xangô traga sempre a justiça aos justos.

Por Henrique Sathler
Fotos Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui