SEM VERBA – Escolas se manifestam contra os cortes de subsídios da Prefeitura para o carnaval de 2020

0
19

As escolas de samba do Rio de Janeiro ainda não encontraram uma direção comum depois que o prefeito do Rio, Marcelo Crivella, afirmou, na manhã desta sexta-feira (30), que todas as agremiações que desfilam na Marquês de Sapucaí não receberão subsídios da prefeitura para o carnaval 2020.

A Mocidade Independente de Padre Miguel através de Luiz Claudio Ribeiro, vice-presidente administrativo da Mocidade declarou a imprensa.

“É muito triste saber que o prefeito não entende a importância do Carnaval para a cidade do Rio de Janeiro. Quando ele diz que o Carnaval não traz lucro para o município, releva o papel do maior ‘espetáculo da terra’ a uma atração secundária e mostra o desprezo com todas as seculares agremiações”.

Para Fernando Fernandes, presidente da Unidos de Vila Isabel, Crivella quer “acabar com a maior festa popular do mundo”:

“Quantos prefeitos passaram pela cidade do Rio de Janeiro? Marcello Alencar, Saturnino Braga, Cesar Maia, Eduardo Paes… Ninguém fez isso. E como a gente vai brigar com o poder? Como resolve isso? Não tem resposta. Pegou a gente de surpresa. Não sabemos o que vamos fazer. Deus está vendo”

o presidente da São Clemente, Renato Almeida Gomes, diz que a crise também envolve a indefinição sobre a gestão do Sambódromo. O estado quer assumir o espaço, mas há um impasse nas negociações com a prefeitura.

“Na verdade a gente não sabe o que está acontecendo, quem será o mandatário da Passarela. Tudo está parado, mas a folha de pagamento comendo solto. O carnaval tem data, hora e competição. A gente está fazendo carnaval, mas tem a conta para pagar. A conta das lojas a gente consegue empurrar um pouco lá para frente, mas a mão de obra não tem jeito. Estou com quase 50 funcionários já no barracão. Estamos andando com os protótipos (de fantasias). Está complicado.”

O vice-presidente de carnaval do Império Serrano, Paulo Elias lembrou que as escolas que serão mais afetadas pela medida são aquelas que desfilam no grupo de acesso do carnaval carioca.

“Se será difícil para as escolas do grupo especial, será extremamente penoso para o Império Serrano e as demais escolas da série A colocar na avenida um espetáculo à altura de nossas tradições e que a cidade maravilhosa merece”, disse Elias,

Fonte O Globo
Fotos Wigder Frota

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui