RJ – VOCE SABIA que em Em 2008, São Clemente perdeu ponto por causa de um “tapa sexo”?

0
1359
Foto Reprodução

Em 2008, São Clemente foi punida por causa do tapa-sexo minúsculo usado pela modelo Viviane Castro. O tapa-sexo que tinha de 3,5 cm não teria cumprido sua suposta função, e a escola perdeu meio ponto como punição pelo nu frontal da modelo. O nu frontal em desfile é proibido desde 1989, após ousadia de Enoli Lara que foi a primeira mulher a desfilar nua no Carnaval do Rio. A repercussão do caso Enoli foi tanta que, no ano seguinte, a Liga das Escolas de Samba, declarou proibida a “genitália desnuda”.

Na avaliação da Comissão de Verificação das Obrigatoriedades Regulamentaras da Liesa (Liga das Escolas de Samba), a microfantasia não resistiu a uma hora de desfile e caiu, deixando “a genitália à mostra”, infração prevista no inciso 5º do artigo 26 do regulamento. A escola do bairro de Botafogo (zona sul do Rio) acabou sendo rebaixada, voltando a desfilar em 2009 no Grupo de Acesso.

Mauro Quintaes, um dos três carnavalescos da São Clemente em 2008, declarou a imprensa na época que, “por sorte” de Viviane e da pessoa que elaborou a fantasia (O Já falecido descobridor de musas, Kiko Alves), mesmo recuperando-se os cinco décimos perdidos com a punição, eles não seriam suficientes para livrar a escola do rebaixamento.”Quem veste e quem faz a roupa têm a obrigação de conhecer o regulamento. O problema é que a vaidade é maior, essas pessoas querem o espaço da mídia. Ela não podia entrar na avenida, debaixo de chuva, com um adesivo. É pôr em risco o trabalho de um ano“, disse.

Após toda a confusão em 2008, Viviane Castro, que foi matéria no fantástico e capa de revista masculina, voltou para sua terra, a cidade de Luziânia-GO, para se dedicar à vida de empresária. Participar do carnaval não estava mais nos planos da moça, que disse em entrevista, “não quero chamar atenção, só vim pular carnaval“.

Por Henrique Sathler

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui