RJ – VOCÊ SABIA que em 88 Martinho da Vila não conseguiu desfilar na comissão de frente da Mangueira?

0
2488
Divulgação

Em 1988, a Vila Isabel encantou o Rio de Janeiro com o histórico “Kizomba, a festa da raça” e faturou o título vencendo o também histórico “100 anos de realidade, liberdade ou ilusão?” da Estação Primeira de Mangueira.

A verde-e-rosa perdeu o título em comissão de frente e para alguns, a derrota se dá ao fato de que um integrante não desfilou. Quem? Martinho da Vila, o autor do enredo e torcedor fervoroso da escola campeã havia sido convidado a vir na comissão da Mangueira, junto a outras personalidades negras como Grande Otelo, Djavan, o jogador Andrade, a repórter Gloria Maria, a atriz Ruth de Souza, os saltadores João do Pulo e Adhemar Ferreira da Silva e o baluarte Carlos Cachaça, mas o compositor da escola de Noel simplesmente não compareceu ao desfile.

Na apuração a Mangueira perdeu um ponto em comissão de frente, o regulamento previa o descarte da maior e da menor nota em cada quesito e a Mangueira levou dois dez e dois noves. A Vila foi campeã por apenas um ponto (224 a 223).

A julgadora Fernanda Moro disse depois ao jornal “O Globo” que tirou um ponto da comissão da Mangueira porque ela “se desarrumou bem na minha frente”, e não pela ausência de Martinho.

Dona Zica declarou na época que enquanto ela fosse viva, ele jamais entraria na quadra da Verde e Rosa. Jamelão culpou os jurados “Derrubaram a gente. Mas não adianta chorar, porque homem não chora”. já Martinho alegou que se perdeu dos amigos mangueirenses que o levariam do desfile da Vila para a concentração da Mangueira.

Martinho no desfile da Vila em 1988/Divulgação
Por Henrique Sathler

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui