RJ -São Clemente completa neste 25 de outubro seus 59 anos de fundação

0
177

 

Presidida por Renato de Almeida Gomes desde o ano de 2008, a aniversariante deste 25 de outubro é o Grêmio Recreativo Escola de Samba São Clemente, quando completa seus 59 anos de fundação.

Desfilando no carnaval carioca desde o ano de 1962, quando estreou no grupo 3 da época, desde o carnaval de 2011 a escola mantém-se no grupo de elite das escolas de samba do carnaval do Rio de Janeiro.

O carnaval carioca de 1967 é especial na história da São Clemente já que foi sua primeira oportunidade de desfilar no grupo 1 da época, depois de ter sido campeã no carnaval anterior, desfilando no grupo 2. Nessa sua primeira incursão no grupo principal das escolas de samba do Rio a escola apresentou o enredo “Festas e tradições populares do Brasil” dos carnavalescos Renato Miguez e Dedé, mas a décima colocação alcançada fez com que a agremiação voltasse ao grupo 2 no carnaval seguinte.

O carnaval de 1990 trouxe para a escola sediada na zona sul do Rio de Janeiro sua melhor classificação no grupo de elite das escolas cariocas, já que com o enredo “E o samba sambou”, dos carnavalescos Carlinhos D’Andrade, Roberto Costa e César Azevedo, a escola obteve uma sexta colocação inédita até hoje.

Esse enredo inesquecível para o torcedor da São Clemente foi reeditado no carnaval de 2019, desta vez sob o olhar do carnavalesco Jorge Silveira, tendo a escola alcançado apenas a décima segunda colocação.

São Clemente – Carnaval de 2019

A última vez no grupo de acesso, quando foi campeã no ano de 2010 foi com o enredo “Choque de Ordem na folia” de Mauro Quintaes.

Sao clemente 2010 | ednei.west | Flickr
São Clemente – Carnaval de 2010

Conhecida por seus desfiles irreverentes e sempre cheios de bom humor e crítica social, a São Clemente também já trouxe à platéia da Sapucaí enredos que fugiram destas suas características reconhecidas, como foi o caso do carnaval carioca de 2015, com o enredo de autoria da carnavalesca Rosa Magalhães A incrível história do homem que só tinha medo da Matinta Perera, da Tocandira e da Onça Pé de Boi”, enredo em homenagem ao carnavalesco Fernando Pamplona e “Onisuáquimalipanse” também de Rosa Magalhães que passou pela agremiação nos anos de 2015, 2016 e 2017.

São Clemente – Carnaval de 2015
São Clemente – Carnaval de 2017

O carnaval de 2018 marcou a vinda do carnavalesco Jorge Silveira para a agremiação, onde permaneceu até o desfile de 2020, com firme propósito de dar um ar de modernidade aos desfiles da escola, retornando ao seu estilo debochado e irreverente.

“Academicamente popular” foi o enredo que marcou a estreia de Jorge Silveira na escola tendo a agremiação ficado com a décima primeira colocação.

São Clemente – Carnaval de 2018

A reedição de “E o samba sambou”, dessa vez sob a ótica do carnavalesco Jorge Silveira não conseguiu atingir a bela colocação do passado, como já foi dito, mas foi um belo momento para que a Sapucaí voltasse a assistir a crítica da escola de Botafogo ao atual cenário das escolas de samba, onde aquilo que na verdade importante, como o bom samba, o componente que o ano todo frequenta a quadra e os fundamentos do carnaval parecem um pouco delegados a um segundo plano.

São Clemente – Carnaval de 2019

A passagem de Jorge Silveira pela São Clemente encerrou-se no carnaval de 2020 com o enredo O Conto do Vigário”, típico enredo bem ao estilo da escola com muita irreverência e crítica social, quando conquistou a décima colocação.

São Clemente – Carnaval de 2020

O próximo desfile da escola, dessa vez sob a responsabilidade dos carnavalescos João Vitor Araújo e Tiago Martins trará o enredo “Ubuntu”.

São Clemente – Logo Carnaval 2021

Por Sidnei Louro Jorge Júnior

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui