RJ – #RaioX2021 Waldir Tavares analisa: Unidos da Tijuca acerta em trazer Jack Vasconcelos, e precisa corrigir “quesitos de chão”

0
457
Foto: Alexandre Durão

Continuando com o Raio X nos elencos das Escolas de Samba no Grupo Especial do Rio de Janeiro para 2021, agora chegou a vez da nona colocada no ultimo carnaval. Vamos analisar as apostas da Unidos da Tijuca para o próximo ano.

A agremiação não figura no Desfile das Campeãs desde 2016, onde foi a vice campeã, e sonha em retornar entre as seis melhores no próximo carnaval. Samba Enredo, Harmonia e Evolução são quesitos que vem tirando a oportunidade para este feito.

No comando do carro de Som, o intérprete Wantuir seguirá na Escola do Borel. Identificado com a escola, o cantor teve seu contrato renovado e vai para o seu terceiro carnaval consecutivo desde que retornou a Unidos da Tijuca.

O intérprete Wantuir seguirá na Unidos da Tijuca para o Carnaval 2021. Identificado com a escola, o cantor teve seu contrato renovado com a agremiação – Foto Divulgação

Desde 2014 na direção de Carnaval, tudo leva a crer que Fernando Costa segue comandando o projeto da escola em 2021. Sendo responsável direto pelos quesitos chamados de “chão”, EVOLUÇÃO e HARMONIA. Fazem quatro anos que a Unidos da Tijuca não garante boas notas nestes quesitos. Em 2016 alcançou os 30 pontos necessários descartando as únicas notas 9,9, e assim se garantindo no segundo lugar. No carnaval seguinte, lembrado pela tragédia no inicio do desfile, a escola recebeu festival de notas 9,7 nos dois quesitos. O contrário seria estranho, pois o desfile praticamente não existiu.

Em 2018 descartou um 9,9, garantindo triplo 10 em Evolução. Seria mais um ano sem gabaritar ou garantir 30 pontos em Harmonia, que recebeu duplo 9,9. No carnaval de 2019, mesmo com o reforço do mestre Laíla, a Unidos da Tijuca recebeu apenas duas notas 10 em Harmonia e o mesmo em Evolução, chegando ao total 29,9 nos dois quesitos. No ultimo carnaval se prova que o pavão do Borel vem sofrendo em quesitos onde já foi referencia nos outros anos. Em 2020 a azul e amarelo recebeu apenas quatro notas 10 entre dez julgadores, chegando a 29,7 em Harmonia e 29,9 em Evolução.

Fica um pouco claro que décimos perdidos neste dois quesitos, afastaram a escola do “TOP 6” nos últimos anos.

Diretor de Carnaval, Fernando Costa. O nome que tentará trazer boas notas em Evolução e Harmonia, feito que não ocorre desde 2016 – Foto Rodrigo Teixeira / Agência O Dia

SAMBA ENREDO em 2017 (Música na Alma, Inspiração de uma Nação) recebeu triplo 9,8 e uma nota 10. 2018 apenas duas notas 10, uma descartada. O samba “Cada Macaco no seu Galho. Ó, Meu Pai, Me Dê o Pão Que Eu Não Morro de Fome!” de 2019, apesar de elogiado pela crítica, nenhum julgador deu a nota máxima para obra. No ultimo carnaval a escola resolveu encomendar o samba e na apuração das notas totalizou 29,8. A “novidade” não resolveu o problema do quesito. Desde 2016, onde cantou “Semeando Sorriso, a Tijuca Festeja o Solo Sagrado“, que a Unidos da Tijuca não gabarita em Samba Enredo.

Fechando o setor musical sem mudanças, Mestre Casagrande foi confirmado no comando da BATERIA da Unidos da Tijuca em 2021. Decisão mais do que acertada, o mestre garante 30 pontos para escola por mais de dez anos consecutivos. A “Pura Cadencia” vem se tornando imbatível.

Mestre Casagrande e a Rinha Lexa, que deve continuar a frente da bateria em 2021 – Reprodução Facebook

Na COMISSÃO DE FRENTE chega o coreógrafo Sergio Lobato que nos últimos dois últimos anos estave no Acadêmicos do Salgueiro. Em 2018 Lobato assinou a Comissão de Frente da Portela no enredo “De repente de lá pra cá e dirrepente” daqui para lá“, e não teve boa avaliação, três 9,9 e um 9,8 foram as notas. Já na vermelha e branca da Tijuca, em 2019 repetiu o triplo 9,9 e o 9,8, assinando a comissão para o enredo “Xangô“.

No ultimo carnaval ainda pelo Salgueiro (O Rei negro do Picadeiro), consegue enfim os 30 pontos no quesito, onde foi agraciado por quatro notas máximas e um 9,9, descartado como menor nota.

Sérgio Lobato a frente da Comissão do Salgueiro 2020
Foto: Lucas Landau

No quesito MESTRE SALA e PORTA BANDEIRA a Unidos da Tijuca trouxe dois grandes nomes e formou dupla inédita para 2021. Phelipe Lemos e Denadir Garcia foram contratados para substituir o casal Alex Marcelino e Raphaela Caboclo, que defenderam o pavilhão Tijucano nos dois últimos anos.

Vindo da União da Ilha do Governador, Phelipe está há três carnavais sem conseguir 30 pontos na visão dos julgadores oficiais. A ultima vez que chegou a esta pontuação foi em 2017, quando fazia par com Dandara Ventapane.

Mestre Sala Phelipe Lemos na Imperatriz Leopoldinense 2014 Foto Wigder Frota

A troca de parceira será um desafio para o Tetra estandarte de Ouro, além de Dandara Phelipe só havia dançado ao lado de Rafaela Theodoro.

Denadir dançou no ultimo carnaval ao lado de Raphael Rodrigues na Unidos da Vila Isabel, onde amargaram um quadruplo 9,9, somando 29,7 no geral. Em 2019 ajudou a Vila alcançar o terceiro lugar naquele carnaval. Também ao lado de Raphael, gabaritou o quesito com todas notas máximas naquele ano.

Denadir Garcia – Foto: Alexandre Durão

Grande responsável pelo sucesso da Paraíso do Tuiuti no Grupo Especial, Jack Vasconcelos chega a Unidos da Tijuca para substituir o carnavalesco que levou a escola a três títulos, ninguém mais que Paulo Barros.

Jack levou a escola do Tuiuti ao Especial em 2017, onde abriu os desfiles daquele ano com enredo “Carnavaleidoscópio Tropifágico“. O desfile como todo não merece ser comentado, pois será lembrado pelo acidente com a ultima alegoria. Acidente este que causou uma morte, dezenas de feridos, a ultima colocação na classificação geral do Grupo Especial daquele ano e uma vergonhosa “virada de mesa”. Apesar de belo plasticamente, é um ano para esquecermos mesmo.

O sucesso viria em 2018 com “Meu Deus, Meu Deus, Está Extinta a Escravidão?“. Carnaval que deu inédito vice campeonato para o Paraíso do Tuiuti e elevou o artista a outro patamar entre os carnavalescos do Rio de Janeiro. Foi um ano bem-sucedido nos três quesitos sob sua responsabilidade, Jack levou nota máxima de ponta a ponta em FANTASIAS e ENREDO. Em ALEGORIAS E ADEREÇOS recebeu duplos 9,9 e duas notas 10.

Em 2019, ainda na Tuiuti, desenvolveu “O Salvador da Pátria“, enredo que totalizou 29,8 com o descarte. Ainda neste ano, em Fantasias fez 29,9 e escorregou nas notas de Alegorias e Adereços, perdendo 4 décimos no geral.

No ultimo Carnaval, Jack Vasconcelos foi contratado pela Mocidade Independe de Padre Miguel, onde desenvolveu “Elza Deusa Soares”. Na verde e Branca da Zona Oeste garantiu 30 pontos em Alegorias e também triunfou no quesito Enredo. Em Fantasias perdeu décimos, totalizando 29,7 no geral. No geral, o feito ajudou levar a Estrela Guia de Padre Miguel a terceira posição entre as 13 escolas que desfilaram no carnaval 2020.

A contratação do carnavalesco pode ser considerada como o grande acerto da Unidos da Tijuca para o próximo carnaval. Jack tem retrospecto nos últimos anos que se mostra maior regularidade que o carnavalesco anterior. Sua visão em enredos totalmente brasileiros e seu apuro tropicalista podem ajudar a escola do morro do Borel seguir novo caminho e se livrar da tentativa de fazer Paulo Barros mesmo sem ele estar na escola.

Jack Vasconcelos – O carnavalesco foi a melhor contratação da escola do Borel em questão de notas e resultados dos últimos trabalhos – Foto divulgação
Por Waldir Tavares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui