RJ – #RaioX2021 Waldir Tavares analisa: São Clemente arrisca e aposta em renovação do time

1
573
Foto: Fabio Tito/G1

Dando continuidade ao Raio X  nas novidades para 2021 das Escolas de Samba no Grupo Especial do Rio de Janeiro, chegou a vez da décima colocada no ultimo carnaval. Vamos analisar as apostas da São Clemente para o próximo ano.

Nos últimos seis carnavais, o melhor resultado da São Clemente no grupo Especial foi o 8.º Lugar em 2015. Para alcançar o tão sonhado Top 6 em 2021, o Presidente Renato de Almeida Gomes resolveu mexer bastante no elenco da escola.

No carro de som, Bruno Ribas e Grazzi Brasil não foram renovados. Prata da casa, Leozinho Nunes permanece e desta vez em dupla com o estreante Maninho.

A efetivação do recém chegado é uma aposta da agremiação, pois o novo intérprete integra o setor musical da escola há oito anos. Maninho é amigo pessoal de Léo Nunes, o que afasta possibilidades de disputas. Porém a experiencia de multi interpretes oficiais pode se tornar um problema. Este ano Mirian Orofino Gomes, julgadora do quesito Harmonia, deu nota 9.8 para a São Clemente, alegando problemas no carro de som da escola (Desacordo entre as três vozes principais).

HARMONIAEVOLUÇÃO são quesitos que  vem prejudicando a escola de Botafogo.

Nos últimos seis carnavais, das 50 notas dadas a escola nestes dois quesitos (Evolução e Harmonia) somente oito delas foram 10.

Marquinho na direção geral de harmonia da São Clemente há vinte anos e Thiago Almeida na direção de carnaval desde 2019, possuem a árdua tarefa de mudar o cenário. Fato positivo fica por conta de quatro das poucas notas máximas citadas acima, foram obtidas em 2020.

Na BATERIA, Mestre Caliquinho segue comandando a Fiel (Apelido da Bateria da São Clemente). O mestre está na escola desde 2011 quando fazia dupla com Mestre Gilberto. Em trabalho solo desde 2018, garantiu 30 pontos na estreia. Em 2019 só conseguiu uma nota máxima, e no ultimo carnaval deixou dois décimos para trás, totalizando 29,8 no quesito. A ultima vez que a “Fiel Bateria” da São Clemente recebeu nota máxima de todas as cabines, foi no carnaval de 2015, cinco anos atrás.

SAMBA ENREDO também não vem garantindo boas notas a escola de Botafogo. De 2015 até 2020, a São Clemente só recebeu três notas máximas das 25 possíveis. Nos anos de 2018 – “Academicamente popular“, 2019 – a reedição de “E o samba sambou“, um julgador entre os quatro, considerou julgou o samba com nota 10 (as duas notas descartadas). Em 2020 – “O Conto do Vigário” um 10 entre cinco julgadores de Samba Enredo (também descartado)

Desde seu retorno ao Grupo Especial em 2011, a agremiação nunca somou 30 pontos no quesito Samba Enredo.

O badalado coreógrafo Junior Scapin continua na Escola

Junior Scapin é um dos coreógrafos mais requisitados do carnaval carioca atual, mesmo sendo muito elogiado, ele não vem recebendo boas notas por parte dos julgadores. Em 2021, o profissional vai para seu terceiro carnaval a frente da COMISSÃO DE FRENTE da São Clemente. Em 2018 a sua maior nota foi 9,8. Em 2019 recebeu apenas um 10  (descartado), um duplo 9,9 e um 9,8. Este ano não recebeu nota 10, totalizando um crítico 29,5 no geral, com os descartes.

Comissão de frente da São Clemente
Foto: Wigder Frota

Dentre as novidades da amarelo e preto, o casal de MESTRE SALA e PORTA BANDEIRA Vinícius Pessanha e Jack Pessanha que chegam para substituir Fabrício Pires e Giovanna Justo, dispensados pela escola apos o ultimo carnaval.

Vinícius Pessanha e Jack Pessanha em desfile pela Renascer de Jacarepaguá no ultimo carnaval. Casal chega para tentar os 30 pontos que não vem desde 2015

Os irmãos possuem passagens juntos por Paraíso do Tuiuti, no acesso, e como segundo casal do Acadêmicos do Salgueiro.

Jack defendeu a Unidos da Tijuca em 2018 em dupla com Alex Marcelino, na ocasião recebeu uma nota 10 das quatros cabines. No último carnaval, os irmãos dançaram juntos na Renascer de Jacarepaguá, pela série A. Em 2021 os Pessanha  estão diante de um grande desafio, que é alcançar os 30 pontos que não vem desde 2015, quando o primeiro casal da amarelo e preto era formado por Denadir e Fabricio Píres.

Para assumir a plástica da escola, sai Jorge Silveira e chega o carnavalesco João Victor Araujo que fará dupla com o estreante Tiago Martins.

Thiago foi anunciado sendo mais uma promissora aposta da escola, devido a experiencia como assistente de grandes nomes na função. João vem do ultimo carnaval na Paraíso do Tuiuti, onde obteve a décima primeira colocação.

Na escola do Tuiuti, o carnavalesco desenvolveu o enredo “O Santo e o Rei: Encantarias de Sebastião“. Nos quesitos onde foi o responsável, recebeu apenas uma nota 10 tanto em FANTASIAS quanto ALEGORIAS e ADEREÇOS, perdendo cinco décimos nestes dois quesitos. Foi um pouco melhor em ENREDO onde mesmo não recebendo a nota máxima, chegou aos 29,7 com os descartes.

João Vitor Araújo e Tiago Martins, os carnavalescos para 2021. Foto: Rafael Arantes

Antes de 2020, João Vitor que foi campeão do acesso com a Unidos do Viradouro em 2014 (Sou a Terra de Ismael, ‘Guanabaran’ eu vou cruzar… Pra você tiro o chapéu, Rio eu vim te abraçar), só havia feito um trabalho no Grupo Especial.

Em 2015 com o acesso da Viradouro ao Grupo Especial, o carnavalesco assinou o enredo Nas Veias do Brasil, é a Viradouro em um Dia de Graça!, lembrado pela trágica chuva. Naquele ano não recebeu nenhuma nota 10 nos três quesitos em questão. A Vermelho e Branca de Niterói recebeu 9,7 de todos julgadores de Alegorias e Adereços e  duplo 9,6 em Fantasias.

É importante ressaltar que seria desleal qualquer analise sobre o trabalho de João Victor Araújo em 2015. Na ocasião Viradouro passava por problemas internos e isso refletiu no trabalho de todos os profissionais envolvidos naquele projeto. Três anos depois, João Victor se tornaria vice campeão na série A com “O eldorado submerso: Delírio Tupi-Parintintin“, realizado na Unidos de Padre Miguel.

Em 2021 a São Clemente virá com apostas, umas arriscadas e outras nem tanto. Porém é notório deficiências em quesitos que não garantem notas em muitos carnavais. Falhas que  vem impedindo a simpática escola da Zona Sul a figurar no tão sonhado Desfile das Campeãs.

Por Waldir Tavares

1 COMENTÁRIO

  1. Eu acho que os Jurados pegam pesado nas Escolas Pequenas, jamais esse Ano de 2020 ela podia ficar atrás da Tijuca, mas Infelizmente a Bandeira pesou e sempre pesa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui