RJ – Porta Bandeiras que dominaram o estandarte nos últimos 10 anos

0
1287

Baseado na maior premiação individual do carnaval, cinco grandes porta bandeiras dividiram o protagonismo na década quanto a vencer o Estandarte de Ouro.

Dos dez Estandarte de Ouro, considerado o “Oscar do samba”, oito ficaram entre 5 nomes.

São elas: Verônica, Squel, Marcela Alves, Giovana e Ruth Alves.
As donas da festa no que diz respeito a bailar empunhando um pavilhão.

Ruth Alves

Foi a explosão da dança de Ruth Alves, de 43 anos, que fez com que  o prêmio se rendesse a ela como melhor na categoria nos anos de 2010 e 2012 na pela Unidos de Vila Isabel.

Tendo como mentor o mestre Manoel Dionísio,
no carnaval de 2020 irá junto com seu parceiro inseparável Julinho, defender o pavilhão da Unidos do Viradouro, e tem tudo para conquistar mais um premio.

Giovanna Justo é cria do morro de mangueira e com seus 41 anos e muita história na festa, ela ganhou nesta década, dois dos seus três estandarte de ouro. Os anos de 2011 (Tijuca) e 2014 (Vila Isabel) coroam a importância de Giovanna para o carnaval. A porta Bandeira também havia vencido em 2004.

Giovanna Justo

Em busca de boas posições, a São Clemente não marcou bobeira e trouxe a profissional para seu time, e em 2020 veremos a rainha Giovanna bailando novamente em preto e amarelo.

Marcela Alves, nasceu em 1983 e tem formação no balé clássico. Também estudou na Escola de Mestre-Sala e Porta-Bandeira de Mestre Manoel Dionísio.
Vencedora do premio em 2001, no seu estilo consegui dois dos seus três estandartes na dentro dos últimos dez anos (2013/ 2016).

Marcela Alves

Hoje o acadêmicos do Salgueiro conta como um dos quesitos fortes, a dupla que Marcela faz com o também premiado Sidclei.

Mangueira de Neide, Mocinha e Giovanna, hoje é representada por um dos maiores símbolos na função Porta Bandeira da verde e rosa de Cartola.

Neta de Xangô da Mangueira, Squel teve de mostrar seu valor na Grande Rio para hoje se consolidar como símbolo de força na Velha Manga.
Na escola, a porta bandeira conseguiu levar os prêmios de 2015 e 2019.

Defendendo desde o ultimo ano o Império Serrano, Verônika lima, que já teve passagem por União da Ilha e Grande Rio também brilhou e ganhou pela pela escola de Caxias os estandartes de melhor porta bandeira nos anos de 2017 e 2018.
Independente do resultado do desfile, hoje ela também faz parte do seleto grupo de DONAS DA DÉCADA!

Verônika lima

Por Waldir Tavares

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui