RJ – musa norte-americana de Vigário Geral ensina samba em comunidades de Nova Iorque e e já conta as horas para chegar ao Brasil

0
238
Fotos: Divulgação ig: @bestcomunicacao

O samba tem sido um verdadeiro combustível para Simone Michele. A norte-americana vai estrear como musa do Carnaval carioca em 2020 orientada por Egili Oliveira, rainha de bateria, defendendo as cores de Vigário Geral e já conta as horas para chegar ao Brasil.

– Estou muito ansiosa para este desfile, não é a minha primeira vez na Sapucaí, mas será a minha estreia como musa e defendendo as cores de uma escola de comunidade, o que me deixa ainda mais motivada, diz Simone.

Advogada de formação, a musa da tricolor recém-chegada à Série A, é discípula de Egili Oliveira e dá aulas de dança, sua outra paixão e tem levado um pouco mais da nossa cultura a regiões mais pobres de Nova Iorque, metrópole que tem em áreas como o Bronx, uma comunidade massiva de negros.

– Procuro estar sempre conectada com este tipo de trabalho que, ao mesmo tempo leva alegria a crianças e jovens. Me espelho muito também nas aulas de Egili, que procura aliar a cultura do samba à preservação da ancestralidade, de nossas origens. As crianças ficam felizes e eu mais ainda, conta a musa de Vigário Geral que chegou a escrever um poema para o dia da consciência Negra no Brasil .

Simone aproveitou a tarde na Bronx Lighthouse Charter School para falar um pouco da história do samba e da comunidade de Vigário geral, além da importância das aulas de samba e dos projetos sociais dentro das comunidades. A musa aproveitou para mostrar aos alunos um pouco da representatividade que o carnaval tem como resistência e movimento cultural para a comunidade negra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui