RJ – Beija Flor de Nilópolis inicia este mês de outubro com o lançamento de projeto de vídeo voltado para o público infantil

0
198

 

Diante deste momento de incerteza frente a esta pandemia que estamos enfrentando, inclusive sem a definição de que haverão desfiles na Marquês de Sapucaí no próximo ano de 2021, as agremiações carnavalescas do Rio não param os trabalhos nos bastidores, trabalhos estes voltados para um próximo desfile, ou mesmo lançamento de novos projetos que venham em prol da comunidade da agremiação, com o forte intuito de que a chama do carnaval não venha a enfraquecer.

Cidade do Samba em Ritmo de Carnaval! | Misere Vip - Seu Guia Carioca de Eventos e Serviços 0800 na Web.

Campeã do carnaval carioca por quatorze vezes desde o desfile de 1976, a Beija Flor de Nilópolis, com a chegada do mês de outubro, popularmente conhecido como mês das crianças, lançou uma série de vídeos bem didáticos, voltados para o público mirim que torce pela agremiação,  onde o foco é mostrar a história do samba, a trajetória da Deusa da Passarela com o passar dos anos e valorizar antes de mais nada as grandes figuras que contribuíram para que a agremiação sediada na baixada fluminense virasse a grande potência que é no cenário carnavalesco carioca.

Beija Flor de Nilópolis – Carnaval de 2018

Esse projeto audiovisual está sendo construído por integrantes da equipe de artistas que planeja e desenvolve o carnaval da Beija Flor, com destaque para as figuras de Bianca Beherends, Vitor Santos e Ubiratan Silva, ainda com a participação de Adriane Lins que dá voz ao personagem Beija-florzinho, que faz a narrativa de cada episódio.

Esse projeto audiovisual, com lançamento do episódio inicial que ocorreu no dia primeiro de outubro recebeu a denominação de “Grandes Histórias para Pequenas Pessoas”, iniciando a série de vídeos com destaque para a figura de Silvestre David da Silva, popularmente conhecido no mundo do samba como  Cabana, figura  de destaque na história da Beija Flor, mas que também teve participação ativa em outras escolas de samba cariocas.

A promessa da agremiação com respeito a este novo projeto, que como já foi dito iniciou pelo Mestre Cabana, na sequência outras figuras negras que contribuíram para a história da Deusa da Passarela tenham suas histórias recontadas em episódios que deverão ser lançados sempre nas quintas-feiras, além de valorização de grandes momentos da agremiação, orgulho de todo o nilopolitano.

Desde o carnaval de 1984, quando foi inaugurado o sambódromo da Marquês de Sapucaí, a Beija Flor de Nilópolis foi campeã por nove oportunidades, nos anos de 1998, 2003, 2004, 2005, 2007, 2008, 2011, 2015 e 2018.

Beija Flor de Nilópolis – Carnaval de 2007

No último carnaval carioca a Deusa da Passarela trouxe para a Marquês de Sapucaí o enredo “Se essa rua fosse minha” dos carnavalescos Alexandre louzada e Cid Carvalho, tendo conquistado a quarta colocação.

Beija Flor de Nilópolis – Carnaval de 2020

Por Sidnei Louro Jorge Júnior

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui