RJ – Acadêmicos do Sossego celebra seus 51 anos de fundação

0
122

 

Desfilando no grupo de acesso do carnaval do Rio de Janeiro desde o ano de 2017, de forma ininterrupta, a Acadêmicos do Sossego, sediada no Largo da Batalha, cidade de Niterói, neste 10 de novembro comemora seus 51 anos de fundação.

Acadêmicos do Sossego – Wikipédia, a enciclopédia livre

A escola foi fundada por Odir de Oliveira Costa e César de Melo Loureiro, tendo recebido em seu nascedouro as cores verde e vermelho.

Nos carnavais de 1986, 1987, 1988 e 1990 a agremiação foi a grande campeã no grupo principal das escolas de samba niteroienses, uma vez que Acadêmicos do Cubango e Unidos do Viradouro haviam passado a desfilar no Rio de Janeiro, situação esta que deu à Sossego uma certa hegemonia no carnaval de Niterói.

O carnaval de 1996 marcou como sendo o primeiro carnaval onde a Acadêmicos do Sossego passou a fazer parte dos grupos de acesso do carnaval carioca, ocasião em que apresentou o enredo “E o cinema vira samba – Tem pipoca no ar” do carnavalesco João Calheiro, tendo conquistado o vice-campeonato no grupo E, na época a quinta divisão do carnaval do Rio, tendo com esta classificação sido promovida para o grupo D no ano seguinte.

No carnaval de 1997 alcançou o seu primeiro campeonato no carnaval carioca, no grupo D, quando o carnavalesco Mauro Quintaes arquitetou para a escola o enredo “Olha o passarinho, um álbum de família”.

Desfilando no grupo C no carnaval de 1998, Max Lopes e Cahê Rodrigues desenvolveram o enredo “Em busca do destino”, que rendeu um desfile que deu a escola a terceira colocação, promovendo a Sossego então para o grupo B no carnaval seguinte.

Do carnaval de 1999 a 2016 a Acadêmicos do Sossego flutuou entre os grupos da quarta da terceira divisão do carnaval carioca, até que em 2016 foi campeã com o enredo “O Circo do Menino Passarinho” dos carnavalescos Gabriel Haddad e Leonardo Bora, campeonato este que trouxe a escola para desfilar na Marquês de Sapucaí no carnaval seguinte, correndo atrás de uma vaga para desfilar no grupo de elite da folia carioca. Gabriel e Leonardo já haviam trabalhado na escola no carnaval anterior.

No desfile de 2017 a Sossego escolheu a figura da atriz e cantora Zezé Motta como enredo da agremiação, tendo o final alcançado a décima primeira colocação.

Acadêmicos do Sossego – Carnaval Carioca de 2017 – Zezé Motta

De 2017 até 2020 a Sossego não repetiu carnavalesco na execução de seus desfiles no grupo A, tendo passado pela agremiação como carnavalescos da escola Márcio Puluker, Peterson Alves, Leandro Valente, Rodrigo Marques e Guilherme Diniz, estes dois últimos que obtiveram a melhor colocação da escola no acesso A com o desenvolvimento do enredo “Os Tambores de Olokun”, que rendeu à agremiação uma oitava colocação.

Acadêmicos do Sossego – Carnaval de 2020

Para seu próximo desfile a Sossego anunciou para ocupar o posto de carnavalesco da agremiação André Rodrigues, com experiência no carnaval de São Paulo, que desenvolverá o enredo também já anunciado “Visões Xamânicas”. Fabricio Pires e Giovanna Justo no próximo desfile da escola defenderão o quesito casal de mestre-sala e porta-bandeira.

Acadêmicos do Sossego – Logo Carnaval 2021

Por Sidnei Louro Jorge Júnior

 

 

 

 

 

 

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui