RJ – Acadêmicos da Rocinha completa hoje seus 33 anos de fundação – 30/03/1988

0
158

 

O campeonato no grupo de acesso carioca no carnaval de 2005, promoveu a aniversariante deste trinta de março a desfilar no grupo especial da Cidade Maravilhosa nos festejos de Momo de 2006, ocasião em que apresentou o enredo “Felicidade não tem Preço” do carnavalesco Alex de Souza.

A Acadêmicos da Rocinha é originária de três blocos carnavalescos da favela da Rocinha: o Império da GáveaSangue Jovem e Unidos da Rocinha, possuindo como símbolo a borboleta e suas cores oficiais são o azul, o verde e o branco.

Os três primeiros desfiles da escola foram desenvolvidos pelo gênio Joãosinho Trinta nos anos de 1989, 1990 e 1991, com destaque para o fato de terem sido três desfiles campeões, um no grupo de avaliação, o seguinte no grupo grupo c e por fim no grupo B.

Acadêmicos da Rocinha – Desfile de 2005

Além deste campeonato acima referido, a Rocinha ainda possui em sua galeria de troféus, os campeonatos de 1991, 1999, 2001 e 2015 desfilando no grupo de terceira divisão, 1990 na quarta divisão e 1989 desfilando na quinta divisão.

Acadêmicos da Rocinha – Desfile de 2006

Voltando a desfilar no grupo de acesso do Rio, de 2007 a 20014 a melhor colocação obtida pela escola foi no carnaval de 2008, quando classificou-se em segundo lugar apresentando o enredo “Rocinha é minha vida… Nordeste é minha história! do carnavalesco Fábio Ricardo em seu primeiro ano da agremiação carioca.

Um tropeço da escola em 2014 levou a escola a desfilar no grupo B da época no ano seguinte. Campeã no grupo B no carnaval de 2015 a escola apresentou naquele ano o enredo “Borboleteando nos destinos da vida! O que te desafia, te transforma” desenvolvido pelos carnavalescos Alex de Oliveira e Christine Moutinho, retornando ao grupo de acesso no ano de 2016.

De 2016 a 2020 a Rocinha desfilando de novo no grupo de acesso alcançou no carnaval de 2017 sua melhor colocação, um sexto lugar desfilando com o enredo “No saçarico da Marquês, tem mais um freguês: Viriato Ferreira” enredo este desenvolvido por João Vitor Araújo.

Acadêmicos da Rocinha – Desfile de 2017

Novo insucesso da escola aconteceu no último carnaval de 2020, quando ficou apenas com a décima quarta colocação, com o enredo “A guerreira negra que dominou dois mundos”, levando a escola a desfilar na Intendente Magalhães no próximo carnaval carioca.

Acadêmicos da Rocinha – Desfile de 2020

A agremiação já divulgou seu enredo para 2022, ocasião quando o carnavalesco Marcus Paulo vai desenvolver o enredo “Eu sou o samba, a voz do morro sou eu mesmo sim senhor”: carnaval e samba a mais bela expressão cultural de uma raça”.

Acadêmicos da Rocinha – Logo Carnaval 2022

SUCESSO ROCINHA…

Por Sidnei Louro Jorge Júnior

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui