Pelotas/RS – A Multicampeã do Carnaval Pelotense já tem samba de enredo para o próximo Carnaval

0
68

O domingo foi inteiramente de festa para a Escola de Samba General Telles, vinte e duas vezes campeã do carnaval pelotense e que recentemente completou 69 anos de fundação.

Grande almoço foi organizado pela diretoria da agremiação para comemorar a data e também fazer a grande final do festival de samba de enredo, com vistas ao próximo carnaval, ocasião na qual a escola vai estar comemorando suas Bodas de Vinho, com o tema de enredo “Se recordar é viver, sou Telles até morrer”, do carnavalesco Fábio Silveira.

Ao todo foram oito sambas inscritos para o festival deste ano, sendo que na eliminatória acontecida no início deste mês, quatro obras não foram classificadas para a grande final.

Depois da apresentação das quatro obras finalistas, o corpo de jurados, composto por nove julgadores, escolheu o samba de autoria dos compositores Chico Teixeira, Fagner presidente, Fernando Patê e Dani do Cavaco, que receberam como premiação um troféu e o valor de R$1.000,00.

A letra do samba vencedor é a seguinte:

A divina luz do criador em um faixo alumiou

Deu o dom de emocionar

Arlequim, Colombina e Pierrô, eis aí o tom do amor

Faz o peito do malandro balançar

Nasce o coração da gente

Que bate, que samba, que sente

A “feliz idade”! Felicidades ao artista popular!

Vencer, venceu! Antigo Egito pioneiro apogeu

A maior campeã da passarela

Já chegou a maior, chegou

Alupo, Bará! Lá vem ela!

Tantos carnavais, ilusões, memórias e glórias

Se foi assim ou assado?

As histórias do passado não é loucura relembrar

Desde da arquibancada de novo e vem com a gente  sonhar

Na ponta do pé ou nas asas da imaginação,

Há um que de magia, onde a arte imita a vida

Pra celebrar uma paixão.

Vermelho… Hoje a sorte está lançada!

Tem festa do povo nessa madrugada

Bodas de vinho pra comemorar

O balancê levou você,

Fez o céu avermelhar, o chão estremecer!

Telles, hoje estou de bem com a vida

E te juro na avenida

Eternamente vou te amar!

Por Sidnei Louro Jorge Júnior

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui