Papo de Cultura com Henrique Sathler – Atriz Mirian Duarte vai para tres anos como musa do cordão do bola preta

0
130
Foto Divulgação

Formada em Artes Cênicas, fez parte do grupo teatral Nós do Morro no Vidigal, Mirian Duarte, é a Musa do Centenário do maior bloco carnavalesco e cultural, o Cordão da Bola Preta, desde 2018, quando o bloco comemorou seus 100 anos de existência.

Miriam foi Assistente de Palco do Programa Esquenta da atriz e apresentadora Regina Casé  na Rede Globo e participou do filme Chacrinha- O Velho Guerreiro, como elenco de apoio, dando vida a cantora Linda Batista, explica a emoção de poder fazer parte do mais antigo bloco de carnaval do Rio de janeiro justamente quando ocorre o resgate destes movimentos de carnaval na rua.

Minha história na instituição Bola Preta começou em 2018, ano do seu centenário fui nomeada a musa do Centenário em comemoração aos 100 anos do Cordão da Bola Preta. Em 2020, o 102º desfile do bloco tem tudo pra ser inesquecível, como sempre é” explicou para coluna.

Foto Divulgação

Indo na contramão das outras beldades que preferem as escolas de samba, a atriz brilha no carnaval das ruas do rio, onde inclusive já foi rainha do carnaval por dois anos no tradicionalíssimo Cacique de Ramos. Atualmente Mirian faz parte do elenco disponível para projetos da Escola Martins Penna e participa de projetos de Leituras Dramatizadas na Escola de Comunicação da UFRJ e declara seu respeito pela história do bloco e a importância de manter o movimento carnavalesco das ruas.

“Represento todas as musas que já passaram e representaram com muito respeito e amor este bloco carnavalesco, mais antigo e conhecido na história do verdadeiro Carnaval de rua. Sou Sambista de corpo e alma” completa.

Em breve a musa estreia web série produzida por equipe do Carnaval N1/TCA produtora, sob direção de Moisés Farias e produção executiva de Henrique Sathler.

As atrizes Mirian Duarte, Paola Oliveira, Leandra Leal e a cantora Maria Rita em desfile de 2019 – DivulgaçãoO Cordão do Bola Preta que desfila tradicionalmente todo sábado de carnaval (22/02/2020) na Avenida Rio Branco no centro do Rio de Janeiro, neste ano vai homenagear Elizeth Cardoso, eterna madrinha do bloco, e Carmen Costa, que gravou pela primeira vez o hino oficial do Bola.

Suas cores são o Branco e o Preto, e o uniforme oficial é qualquer roupa branca com bolinhas pretas. Muita gente vai fantasiada e até monta alas no cortejo que se inicia por volta das 09:00 e termina em torno das 14:00 horas. Na edição de 2018, a organização chegou informar que número de foliões no bloco chegou a 1,5 milhão de pessoas.

E neste sábado dia 15 de fevereiro a partir de 12:00h, tem a feijoada carnavalesca na sede do Cordão da Bola Preta, onde vai ter a cerimônia de troca de faixa da musa Mirian Duarte para o carnaval 2020, além da Banda show do Cordão da Bola Preta que promete clássicos do carnaval de rua como a “Marcha do Cordão da Bola Preta“, famosa pelo verso “quem não chora, não mama“, e composta por Nelson Barbosa e Vicente Paiva.

A sede do Bola fica situada na Rua da Relação, 03 – Centro – Rio de Janeiro, a entrada é 20 reais.

Leandra Leal Porta Estandarte do Bola Preta – Foto Divulgação

Por Henrique Sathler
Bate papo sobre o rola dentro do meio cultural e social 
com o Ator, Produtor e Sambista Henrique Sathler

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui