JURADOS LIESA RJ – Lucila de Beaurepaire

0
430

Lucila de Beaurepaire – Julgadora do Quesito Evolução.

Natural e moradora do Rio de Janeiro/RJ, é jornalista do Jornal O Globo, onde costuma assinar artigos e reportagens sobre a história do carnaval carioca e suas personagens.

Considerada intelectual e discreta, não participa de confraternizações, jantares e encontros promovidos por outros jurados. Fluente em inglês, espanhol e francês, já assinou artigos e trabalhos acadêmicos em outros idiomas.

É uma dos 5 estreantes como julgador da LIESA em 2019. Entrou 2 semanas antes do carnaval em substituição da jurada Fabiana Sobral que formalizou um pedido de dispensa alegando razões particulares. E não está confirmada para o próximo ano.

Das 14 agremiações que julgou do módulo 3, localizado no Setor 8 da Sapucaí, apontou notas máximas para metade das escolas, todas primeiras colocadas, são elas: Mangueira (1°), Viradouro (2°), Vila Isabel (3°) Portela (4°), Salgueiro (5°), Mocidade (6°) e Unidos da Tijuca (7°). Não concedeu notas máximas para quem abriu os desfiles de domingo e segunda.

Sua menor nota foi para Império Serrano (9,7), considerando que a chuva atrapalhou a evolução da escola. Segundo Lucila, faltaram componentes nas alas, que estavam “esvaziadas”. Mas alegou também que o Império estava muito “compacto”, desalinhada e desordenada para a dança das baianas que sofreram com chuva na concentração e durante o desfile.

Para a São Clemente, que abriu o segundo dia, a julgadora achou a escola parada, lenta e com correria no final. Não gostou que o 2° Casal de Mestre Sala & Porta Bandeira não se apresentou para o módulo onde ela estava. Com estas justificativas concedeu 9,8 para a escola de Botafogo, mesma nota que apontou para a Imperatriz Leopoldinense que enfrentou muitos “buracos”, quebra de alegorias e correria.

Outra agremiação que recebeu 9,8 foi a Beija-Flor, justificando desfile morno, sem fluidez, acelerado e “baianas paradas por 6 min”. A escola de Nilópolis perdeu pontos de Lucila também por que o 2° Casal de Mestre Sala & Porta Bandeira não se apresentou no módulo 3.

Grande Rio, Ilha e Tuiuti fizeram um desfile quase perfeito para a julgadora que apontou 9,9 para cada uma.

A Grande Rio só perdeu pontos por estar muito compacta e por que “tinha muitas musas” “contei 11”. A Ilha também estava muito compacta e apresentando “uma confusão visual”. Já o Tuiuti foi penalizada por também estar muito compacta e por que o 2° casal de Mestre Sala & Porta Bandeira também não se apresentou para Lucila.

Por Thiago Amorim

____________________________________________
SAIBA MAIS:

O Manual do Julgador da LIESA orienta conceder notas de 9 à 10, para o Quesito Evolução, considerando a fluência, empolgação, espontaneidade, criatividade e vibração dos desfilantes.

Deve-se penalizar correrias, aberturas de claros, embolação, retrocesso/retorno de alas, destaques e alegorias.

Não é permitido penalizar o espaço para Mestre Sala & Porta Bandeira, Comissão de Frente, Alas Coreografadas ou entrada e retorno da Bateria em recuos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui