Fora da Beija Flor e Pentacampeão na escola, relembre a trajetória de Cid Carvalho

0
530

No inicio da tarde desta segunda feira (22), o alagoano Cid Carvalho, de 53 anos, se despediu da Beija Flor de Nilópolis pela segunda vez em sua carreira como carnavalesco. Em vinte e dois anos, foram treze carnavais na escola, onde participou de cinco dos quinze campeonatos conquistados pela azul de branca da Baixada Fluminense.

Cid tem a oportunidade de se tornar carnavalesco quando é chamado para integrar a vitoriosa Comissão de Carnaval da Beija Flor em 1998, liderada na época por Laíla.

Neste grupo de artistas esteve inicialmente de 1998 à 2006, período em que a escola foi campeã em quatro carnavais e vice campeã em outros quatro. Com a Beija Flor foi Estandarte de Ouro de melhor escola no carnaval de 2001 e melhor samba-enredo em 2005. Na ópoca fez trabalho no carnaval paulista de 2003 pela Águia de Ouro, na época no grupo especial da folia paulistana.

Querendo alçar voo solo, foi contratado pela Unidos de Vila Isabel, que foi sua casa em dois carnavais, no de 2007 e 2014, onde a melhor colocação foi o sexto lugar no carnaval de 2007 com o tema de enredo “Metamorfoses: do Reino Natural à Corte Popular do Carnaval – as Transformações da Vida”. Na Mocidade Independente de Padre Miguel trabalhou por três carnavais, no de 2008, 2010 e 2011, onde realizou desfiles grandiosos, mas que nunca voltaram no desfile das escolas campeãs.

Nos carnavais de 2008 e 2009 foi de responsabilidade de Cid Carvalho, como carnavalesco, os desfiles da Estácio de Sá, ocasião em que a escola estava desfilando no grupo de acesso A.

Em 2012 e 2013 foi a vez do talento do Cid Carvalho vestir as cores verde e rosa, já que foi carnavalesco da tradicional Estação Primeira de Mangueira, tendo a escola alcançado em sétimo e um oitavo lugar respectivamente. Ainda realizou o desfile da Paraíso do Tuiuti no grupo de Acesso A em 2013.

Cid Carvalho foi campeão no grupo principal das escolas de samba da cidade de Macapá no Amapá em 2014, onde desenvolveu o tema de enredo “Boemia, Amor!”. O carnaval de 2015 marcou pelo retorno de Cid Carvalho à Mangueira, desta vez com o tema de enredo “Agora chegou a vez vou cantar: mulher de Mangueira, mulher brasileira em primeiro lugar!”. Nos carnavais de 2015 e 2016 Cid Carvalho realizou o desfile da MUG, multicampeã do carnaval de Vitória/ES, tendo levado a escola ao campeonato nestes dois carnavais, primeiramente com o enredo “Nos reinos de sua majestade: o sonho” e na sequência com “Papo de Botequim”. Permaneceu ainda a frente da MUG em 2017 e conquistou um vice campeonato.

 

No grupo de acesso A carioca, no carnaval de 2016 idealizou o desfile da Acadêmicos do Cubango, de Niterói e na série B fez o desfile da Leão de Nova Iguaçu, onde repetiu a dose no carnaval seguinte.

O carnaval de 2018 marcou o retorno do carnavalesco a Beija Flor de Nilópolis com o enredo “Monstro é aquele que não sabe amar: Os filhos abandonados da pátria que os pariu” e com este carnaval de novo a Deusa da Passarela foi a grande campeã daquele ano. Ainda dividiu seu tempo realizando o desfile da Unidos de Bangu, na série A. No ano seguinte, Cid Carvalho permaneceu na Beija Flor, no desfile comemorativo aos 70 anos da escola, tendo a agremiação alcançado apenas um 11º lugar.

Após realizar, em parceria com Alexandre Louzada, o ultimo carnaval que deu o quarto lugar a Beija Flor de Nilópolis, Cid Carvalho chegou a ser anunciado como uma da renovações da escola para o próximo carnaval. Porém em decisão conjunta, o artista se despediu da Deusa da Passarela, deixando lá um legado de varias conquistas e um feito para poucos artistas que assinam os desfiles das escolas de samba do carnaval carioca.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui