DESTAQUE DE LUXO – O INSULANO LEANDRO FONSECA

2
729

Leandro Barros da Fonseca, conhecido no mundo do carnaval simplesmente por Leandro Fonseca ocupa atualmente o posto de uns dos principais destaques de luxo da União da Ilha do Governador, sendo ele nascido e criado no bairro da Ilha do Governador, onde mora atualmente já que afirma ser “apaixonado por esta porção de terra, no meio da Baía de Guanabara, chamada Ilha do Governador!!!”.

Nosso personagem é empresário, trabalhando com colocação de áudio visual em eventos, além de ser licenciado em química pela UFRJ, desenvolvendo ainda a carreira de professor da rede estadual de ensino da capital fluminense.

Para ele carnaval sempre foi diversão, uma atividade prazerosa, que pretende ele que permaneça assim por muitos anos.

Leandro Fonseca no desfile da União da Ilha do Governador de 2020

A família paterna de Leandro sempre teve o gosto pelo carnaval, tanto que ele tem na lembrança as ocasiões em que a família se reunia para assistir aos desfiles das escolas de samba do Rio pela televisão.

Lá pelos idos dos anos setenta, início dos anos oitenta, quando a União da Ilha do Governador esteve no auge, conforme as boas classificações que obteve, já que no carnaval de 1980 chegou ao vice-campeonato, recorda Leandro dos comentários de pessoas próximas a ele sobre a boa fase da escola, que era e ainda é o orgulho de muitos moradores do bairro.

Ainda segundo a memória de nosso personagem, foi no ano de 1983, já morando na Vila Militar, que ficava localizada na região da Ilha do Governador, que teve contato com os sambas enredo para o carnaval daquele ano, tendo desfilado na comissão de frente do bloco “Falem de Nós”.

A partir daí Leandro passou a acompanhar mais de perto os desfiles do carnaval carioca, através das transmissões realizadas pelas redes de televisão, lembrando de varar as madrugadas para isso a frente da TV, mesmo que de vez em quando o sono vencesse.

Leandro Fonseca no desfile da União da Ilha do Governador de 2012

A avó paterna, também muito admiradora do carnaval carioca em geral, foi quem confeccionou para Leandro uma fantasia de bate bola, figura característica do carnaval carioca, tendo acompanhado o neto na Cacuia, onde de fato o carnaval da região da Ilha do Governador acontece e onde inclusive se localiza a quadra da principal agremiação carnavalesca insulana.

Dentre as diversões que eram possíveis de serem apreciadas nesse carnaval que acontecia na Cacuia, estava poder ver os integrantes da União da Ilha que se concentravam na quadra da escola já fantasiados e que de lá partiam para a Marquês de Sapucaí, nos ônibus que eram colocados à disposição pela escola para os integrantes da agremiação. Partindo os ônibus em direção à Sapucaí, quem ficava de ponto ia para sua casa, para através da TV poder assistir ao desempenho da Ilha na passarela da Marquês de Sapucaí.

Leandro no abre alas da União da Ilha no carnaval de 2014

Nas memórias do nosso homenageado ainda é muito marcante a tristeza da avó paterna com a classificação da União da Ilha no carnaval carioca de 1985, quando apresentou o enredo “Um herói, um enredo, uma canção”, tendo obtido apenas a décima segunda colocação, quase tendo sido rebaixada para o grupo de acesso da época para o carnaval seguinte.

O carnaval de 1989 marcou a primeira vez de Leandro na Marquês de Sapucaí assistindo ao vivo o desfile das agremiações carnavalescas do Rio, já que naquele ano ganhou de um vizinho um ingresso para poder acessar o setor 1.

Daquelas coincidências da vida, nesse carnaval de 1989, a Ilha apresentando o enredo Festa profana”, do carnavalesco Ney Ayan, desfilou no dia do aniversário de Leandro, que ficou maravilhado com este desfile excepcional da escola, que por fim alcançou a terceira colocação, que é o melhor resultado da escola até hoje desfilando no grupo principal da folia da Cidade Maravilhosa. Já de pronto Leandro virou-se para estar presente no desfile das campeãs daquele ano, para mais uma vez poder aplaudir a sua escola do coração.

Assim, desde esse carnaval de 1989, nunca mais nosso personagem deixou de ir à Marquês de Sapucaí.

A partir do ano de 1992 Leandro passou a frequentar a quadra da União da Ilha, sendo que para o carnaval de 1993 foi possível desfilar como componente de ala, sendo que desde esse ano nunca mais deixou de desfilar na agremiação insulana.

Primeiro desfile de Leandro pela União da Ilha no ano de 1993

No período de 1993 a 2001 nosso personagem foi integrante de alas da escola. Já no carnaval de 2002, quando a escola passou a desfilar no grupo de acesso carioca, em função da péssima colocação no carnaval anterior, foi a oportunidade de Leandro desfilar em alegoria, como composição de carro, tendo essa situação se dado até o carnaval de 2007.

Desfile de Leandro pela União da Ilha no ano de 1997

Nesse meio tempo, Leandro desde o carnaval de 2001 atuava como apoio da grande destaque de luxo da Estação Primeira de Mangueira, Tânia Índio do Brasil, tendo sido Tânia a grande incentivadora do nosso personagem para que finalmente pegasse um figurino de destaque para o carnaval de 2008.

Leandro com Tânia Índio do Brasil em festa de Destaques na União da Ilha

Leandro também faz questão de referir que também atuou como apoio do grande destaque Carlos Reis, primeiro destaque de luxo da Portela, além de referir ter aprendido muito sobre a dinâmica do destaque com Edilson, que atua há muitos anos como apoio da grande Tânia Índio do Brasil. Para Leandro inclusive foi uma honra poder contar com o apoio de Edilson em alguns desfiles na escola insulana, quando não havia algum impedimento.

Segundo nosso próprio personagem não há destaque sem a figura de seu apoio, fazendo ele questão de prestar a sua homenagem às figuras de Márcio Souza, Cláudio Cacau, Pinah, Anderson, Daniel Jorge e outros que também estiveram em algum momento ao seu lado desempenhando essa tão importante função.

Tânia Índio do Brasil inclusive foi quem indicou o nome do nosso personagem para atuar como apoio de Carlos Reis na Portela, tendo isso acontecido por nove anos, situação esta que propiciou a Leandro muito aprendizado.

E assim, na reedição do enredo apresentado originalmente no carnaval carioca de 1982, “É Hoje o Dia” no carnaval de 2008, Leandro acabou iniciando a sua trajetória como destaque na escola insulana, ocupando uma posição lateral em uma das alegorias da escola, nesse ano sob a batuta do carnavalesco Jack Vasconcelos.

Nos dois primeiros anos a ajuda de Tânia Índio do Brasil foi essencial, não só com materiais, mas também com toda a sua experiência já de muitos anos como destaque, para que Leandro pudesse alcançar posições mais importantes, dentro da sua escola do coração.

Já para o ano de 2009, frente ao sucesso do ano anterior, Leandro recebeu do carnavalesco Jack Vasconcelos um figurino para destaque, mas desta vez a posição ocupada na alegoria seria central, na parte alta. Com o enredo do carnaval de 2009, “Viajar é preciso – Viagens extraordinárias através de mundos conhecidos e desconhecidos” a escola acabou campeã do grupo de acesso da época, o que a promoveu a retornar ao grupo de elite no ano seguinte.

No retorno ao grupo principal, no carnaval carioca de 2010, a Ilha contratou como carnavalesca a renomada professora Rosa Magalhães, que desenvolveu o enredo “Dom Quixote de La Mancha, o cavaleiro dos sonhos impossíveis”.

Nesse desfile Leandro foi destaque no carro cinco do desfile, que trazia o teatro de marionetes.

Para 2011 um incêndio que acabou atingindo o barracão da Ilha na Cidade do Samba fez com que a escola não fosse julgada, tendo sido nesse ano que Leandro passou a ocupar o posto de primeiro destaque da escola, já que o coordenador de destaques da escola até ali saiu da agremiação, vindo a partir daí a ocupar o posto de destaque no carro abre alas da escola, posição esta que vem ocupando até nossos dias.

Leandro no abre alas da União da Ilha no carnaval de 2011

Para a confecção dessa fantasia de 2011 houve a necessidade do nosso personagem adquirir todo o material para a confecção de sua roupa, que era predominantemente branca, um investimento bastante grande que foi feito para que pudesse brilhar no abre alas da sua escola do coração.

Dessa forma, desde o desfile de 2011 Leandro divide a responsabilidade de brilhar no abre alas da Ilha com o também destaque de luxo, Cristiano Morato, já tendo esta parceria então um total de dez carnavais.

Leandro no desfile da União da Ilha de 2016 – carro abre alas

Leandro nos conta que já desfilou em várias agremiações nestes muitos anos em que frequenta a Sapucaí, mas como destaque desfilou é claro na União da Ilha e na Vizinha Faladeira, onde por doze anos tanto desfilou como destaque quanto como integrante de ala.

A convite do carnavalesco Alex de Oliveira, Leandro também desfilou como destaque na Acadêmicos da Rocinha e a mesma coisa aconteceria na Acadêmicos de Bangu, não fosse um problema na alegoria na hora do desfile, que impediu nosso personagem de ocupar o seu espaço na alegoria, fazendo com que voltasse para casa com a roupa sem passar pela Sapucaí.

É bastante extensa a lista das escolas nas quais Leandro já desfilou no carnaval carioca, já tendo então ocupado o posto de apoio de destaque, integrante e até mesmo diretor de ala, agremiações como Estação Primeira de Mangueira, Portela, Acadêmicos do Salgueiro, Unidos da Tijuca, Caprichosos de Pilares, Imperatriz Leopoldinense, Estácio de Sá, Unidos de Vila Isabel, Unidos da Ponte, Boi da Ilha, Leão de Nova Iguaçu, priorizando hoje em dia somente sua apresentação pela Ilha.

Convites surgiram para nosso homenageado de outras escolas do grupo de elite da folia carioca, para que viesse a abrilhantar seus desfiles, mas mesmo muito honrado com estes convites, Leandro sempre preferiu priorizar sua participação na União da Ilha, conforme já referido, sua escola do coração.

Nosso homenageado deixa muito claro na sua narrativa que se entende “estar destaque” e não “ser destaque”, uma vez que foi sua clara intenção de ajudar sua escola de samba do coração, quando ainda estava desfilando no grupo de acesso carioca, ao assumir um figurino de fantasia, se colocando sempre a disposição da agremiação para fazer o melhor sempre a cada ano.

As fantasias usadas nos desfiles da Ilha Leandro as mantém guardadas, quase que intactas no prédio ocupado pela empresa que dirige, prova disso é que a fantasia usada no ano de 2017 no abre alas da Ilha pôde ser exposta há pouco tempo no espaço comercial ocupado pela escola no Ilha Plaza.

Loja da União da Ilha no Ilha Plaza com exposição da fantasia de 2017 de Leandro

Indagado sobre personalidades que destacaria no mundo dos destaques de luxo do carnaval carioca, de pronto Leandro cita os nomes de Tânia Índio do Brasil e Carlos Reis, com os quais muito aprendeu sobre esse segmento, destacando ainda que o grupo de destaques da União da Ilha é muito fechado em termos de parceria e até mesmo amizade que une todas estas pessoas, que fazem de tudo para manter a escola sempre bem colocada, o que o honra muito de fazer parte desse grupo da escola.

Carlos Reis, primeiro destaque de luxo da Portela, mandou para Leandro uma mensagem de reconhecimento:

Leandro ainda faz referência às figuras de Rodrigo Leocádio, Zezito Ávila, Luizinho 28, Marcos Leroy, Eduardo Leal, Mauricio Pina, Enoque e João Helder, grandes expoentes do segmento dos destaques de luxo, que anualmente brilham no alto das alegorias apresentadas pelas agremiações cariocas.

O intercâmbio que está se fortalecendo entre os destaques de luxo cariocas e paulistas no sentido de fortalecer a festa com a beleza de suas roupas nos desfiles carnavalescos das duas capitais, também é destacado por Leandro, ao referir-se às figuras de Alex Araújo, Alícia Garcia e Almir Alberto.

Perguntado sobre como se dá a confecção da fantasia que veste para brilhar na Marquês de Sapucaí, Leandro faz questão de dividir esse processo em duas partes: a confecção da roupa propriamente dita e a construção do resplendor. No caso do nosso homenageado, é confeccionada por Veluma Pereira, nas palavras dele mesmo uma pessoa com a característica de ser muito cuidadosa e com grande experiência em diversas agremiações, como Unidos da Tijuca e Portela, tanto na confecção de destaques, como fantasias de casais de mestre sala e porta bandeira. Já na construção do resplendor, onde vem toda a arte plumária da fantasia, nosso homenageado atua diretamente nessa tarefa, desde a preparação da ferragem, modelagem da mesma e aplicação da arte plumária e demais elementos que vem anexados nessa estrutura.

Detalhe do resplendor da fantasia do desfile de 2015 da União da Ilha que acabou não entrando na Sapucaí

No carnaval carioca de 2015, Leandro passou por aqueles imprevistos relatados por vários outros destaques, relativo a altura do queijo onde o desfilante vem na alegoria, com relação a altura máxima permitida para se transpor o viaduto, quando a escola concentra para o lado da Central do Brasil.

O fato é que a plataforma onde vinha Leandro estava mais alta que a altura máxima do viaduto, não tendo havido tempo suficiente para que essa plataforma fosse rebaixada, o que acabou danificando de forma irreversível o resplendor da fantasia, ao passar com a alegoria por debaixo do viaduto, que acabou daí não passando pela Sapucaí da forma correta, como planejada pelo carnavalesco e construída pelo nosso homenageado.

Falando sobre carnavalescos com os quais tenha trabalhado nesses anos em que desfila como destaque da União da Ilha, nosso personagem destaca as figuras de Alex de Souza, com seus belos desenhos e Severo Luzardo, que entendeu a proposta de Leandro e nos últimos anos criou figurinos que fizeram nosso personagem apresentar-se muito bem na Sapucaí, com destaque para o figurino de 2019, com o qual nosso homenageado foi premiado com o troféu Plumas & Paetês.

Leandro no desfile da União da Ilha de 2019 – carro abre alas – Foto de Widger Frota

Quando perguntado sobre o desfile da sua União da Ilha no último carnaval carioca de 2020, quando a escola acabou, devido a péssima posição alcançada, sendo rebaixada para o grupo de acesso, onde deverá desfilar no próximo carnaval, nosso personagem deixa bem claro que como apaixonado pela escola e integrante ativo da mesma, sempre com a preocupação de dar o seu melhor para o sucesso da agremiação na Sapucaí.

Especificamente sobre o carnaval da escola de 2020, confessa que o tema proposto e apresentado não é daqueles de sua preferência, o samba também não era aquele melhor avaliado por ele. Mas destaca que todo o serviço de quadra foi muito bem feito, com tudo aquilo que era necessário, relatando por exemplo, que quem participou e assistiu o último ensaio de quadra da Ilha, saiu da quadra com a impressão de que a escola tinha tudo, inclusive para ser a vitoriosa daquele ano. Acontece que na avenida algumas questões estéticas pesaram de forma negativa, culminando com a alegoria que deu problemas durante seu deslocamento pela Sapucaí, que acabou ocasionando um julgamento que veio a prejudicar muito a agremiação.

 

A não realização dos desfiles na Sapucaí em 2021 não teve qualquer impacto sobre Leandro, que destaca colocar a saúde de todos como prioridade, especialmente de seus familiares e amigos e como frente a este momento de pandemia, pelo qual estamos passando, não se vislumbrou condições para a realização do carnaval, fica ele na expectativa para que a festa possa retornar quando isso for seguro para quem dela participa por diversão, assim como compromisso de trabalho e até meio de subsistência.

Leandro no desfile da União da Ilha de 2017 – carro abre alas

Com relação ao próximo carnaval da União da Ilha, Leandro nos fala que com a eleição do novo presidente para a agremiação insulana, o que há de confirmado até aqui é a equipe que foi anunciada pelo novo mandatário da escola, mas não há definição de enredo e consequentemente também inexiste figurino para o seu próximo desfile na escola, mas sobra a torcida para que a União da Ilha passe pela Sapucaí de forma irretocável, para que em 2023 possa estar de volta ao grupo de elite das escolas de samba da Cidade Maravilhosa.

O carnavalesco Severo Luzardo mandou esta mensagem para o nosso personagem:

Por Sidnei Louro Jorge Júnior

 

 

 

 

 

 

 

 

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Chega o carnaval e meu coração bate mais forte ao ritmo do SAMBA e do amor. da UNIÃO DA ILHA DO GOVERNADOR.
    É hora de esquecer os problemas e frustrações, é VIVER está data e todas as emoções..
    Feliz por fazer parte dessa equipe maravilhosa e principalmente a em destaque de plumas e paetês.
    Carnavalesco: Leandro Fonseca.
    #VIVAOSAMBA.
    Anderson Azevedo 31
    Figurinista da Lat’s Filme

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui