“Deixa o Carnaval de 2021 pra lá e vamos fazer em 2022, quando que essa pandemia já foi”, diz Martinho da Vila em entrevista

2
4459
Foto Divulgação

Martinho da Vila, que é o próximo enredo da Unidos de Vila Isabel, concedeu entrevista a jornalista Adriana de Barros do Portal Terra sobre o lançamento do álbum “Rio Só Vendo a Vista”, nesta sexta (20), dia em que é celebrado o Dia Nacional da Consciência Negra e Dia de Zumbi dos Palmares.

Ao ser questionado sobre a decisão da LIESA (Liga das Escolas de Samba do Rio de Janeiro) de confirmar, se a vacina contra a Covid-19 for disponibilizada, os desfiles das escolas de samba do Grupo Especial em de julho de 2021, o Cantor foi taxativo em dizer que na opinião dele, o correto seria cancelar os festejos no próximo ano.

Na minha opinião não deveria ter Carnaval, eu sugeriria que eles esquecessem esse ano. Deixa o Carnaval de 2021 pra lá e vamos fazer em 2022, quando que essa pandemia já foi. Acho que deveria passar em branco mesmo. O Carnaval em julho não é muito legal. Aí em 2022 as escolas não terão tempo para se preparar e o problema vai continuar. Queria que fosse em fevereiro porque além de ser homenageado no próximo Carnaval pelo samba-enredo da Vila, é meu aniversário. Nada de Carnaval em julho, vamos para fevereiro de 2022“, respondeu Martinho ao Portal Terra.

A Unidos de Vila Isabel já tem todos desenhos prontos para iniciar o projeto “Canta, Canta minha gente!”, que contará a vida e obra de Martinho da Vila na Marques de Sapucaí. O enredo tem a assinatura do Carnavalesco Edson Pereira.

2 COMENTÁRIOS

  1. Sou uma apaixonada por Carnaval e a ideia de não ter carnaval em 2021 está me deixando chateada. Concordo com o Martinho, também acho que vai ficar muito difícil para fazer o dois carnavais, já que as escolas terão pouco tempo para organizar o próximo carnaval entre outros “problemas” e um tempo também curto para fazer o de 2022. Eu acho que se querem fazer um carnaval esse ano, poderia fazer um simbólico. Sem julgamento, sambas antigos, fantasias simples ou aquelas que estão guardadas, sem alegorias ou somente 2 ou 3. Seria um Carnaval para alegrar a população que foi massacrada esse ano com tantas tristezas. E em 2022 voltaria o nosso maravilhoso carnaval com tudo que se tem direito. Seria muito bom. Abs

  2. O Martinho tá certo. A logística para fazer o carnaval a qualquer preço, em razão do envolvimento que a data acarreta, é especulativo e temerário. A questão não é tão simples assim; chegou a vacina, vamos para a Sapucaí. O carnaval envolve muitos fatores intermitentes. Não é tão somente as escolas de samba, os que produzem e os que desfilam. Há uma estrutura, principalmente financeira, que envolve o padrão do evento, seja aqui ou em qualquer lugar que produza uma grandioso carnaval. O único lugar que reclama é o Rio. Na Bahia e principalmente São Paulo, ambos, têm comportamento mais racional. Com toda razão. Paciência e caldo de galinha, não faz mal a ninguém.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui