BRASIL – Com cestas básicas, marmitas e máscaras, agremiações pelo Brasil dão exemplo de solidariedade

0
425

Devido a crise do coronavírus, várias escolas de samba têm feito campanhas pelo Brasil para arrecadar alimentos e doações para comunidades e famílias que mais necessitam.

No estado do Espirito Santo, a campeã do carnaval capixaba, Independente de Boa Vista, está confeccionando máscaras para serem distribuídas para a população do município. A iniciativa é fruto de uma parceria entre a agremiação e a Secretaria Municipal de Cultura de Cariacica, município da agremiação. A produção das 5.600 máscaras está sendo feita de forma voluntária nas casas dos costureiros e aderecistas da agremiação, que estão seguindo a recomendação de isolamento social por conta da pandemia. As máscaras serão entregues gratuitamente, a partir da próxima semana, nas 28 unidades de saúde do município, sendo 200 máscaras para cada unidade. A escola também está recebendo doações de tecidos em 100% algodão e TNT para que produza mais máscaras. O contato é (27) 99925-1116.

Já a Mocidade Unida da Glória (MUG) intensificou o projeto social da escola, o MUG do Futuro, nesta época de isolamento social, para manter os integrantes da comunidade em casa. A agremiação está produzindo e distribuindo marmitas para os moradores do bairro Jaburuna no período noturno. A escola está arrecadando todo tipo de alimento. Além dos não perecíveis, a agremiação também precisa de sal, temperos, legumes, verduras e carnes. As doações são recebidas das 8h às 20h, na quadra da escola (Rua Mourisco, S/N, Glória, Vila Velha). Também há a opção de doar em dinheiro, pelo PicPay da escola.

O Pega no Samba está arrecadando alimentos e produtos de higiene pessoal para as famílias dos bairros São Benedito, da Penha, Jaburu, Gurigica, Consolação, Floresta, Bonfim e Itararé, em Vitória. A campanha, chamada Locomotiva Solidária, está recebendo as doações na quadra da escola (Rua Dr. Américo de Oliveira, 455, Consolação), das 10h às 14h. Quem quiser doar em dinheiro, pode fazer o pagamento pelo Picpay do projeto: @pegasolidario. Mais de 60 cestas básicas já foram doadas para a comunidade, mas a escola ainda está com uma lista de espera com os nomes de 50 pessoas. A intenção é ajudar os moradores da região da Grande Consolação que não têm renda fixa.

Costureiros e aderecistas da Boa Vista, atual campeã do Carnaval de Vitória, confeccionam máscaras — Foto: Divulgação/Boa Vista

Na terra da garoa, a Mancha Verde já conseguiu arrecadar mais de 30 toneladas de alimentos e parte disso foi entregue em seis comunidades de São Paulo. A escola está priorizando as doações em dinheiro, para manter o mesmo padrão de todas as cestas doadas, mas quem quiser doar as cestas diretamente, elas podem ser entregues na quadra da escola. Quem quiser, pode doar as cestas. Elas podem ser entregues diretamente na quadra da escola de samba, na Rua Norma de Luca, 550. Ou é só entrar em contato com a escola pelos telefones no site. O valor por cesta básica que a Mancha está recebendo é de R$ 41, para uma cesta com 18 itens. Eles fazem a compra e montam um cronograma de distribuição pela capital e região metropolitana. A Dragões da Real também está recebendo doações na quadra da escola. Já são mais de duas toneladas de produtos arrecadados por eles. Os produtos vão ajudar moradores da Vila Anastácio e alguns componentes da própria escola que estão com dificuldades, porque não conseguem trabalhar.  A escola recebeu tirar dúvidas no whatsapp da escola (11) 99282-6341.  A presidende Solange Cruz, Mocidade Alegre pede para que seu componentes doem alimentos e produtos de higiene pessoa. As doações devem ser levadas na quadra da escola, que ficará de plantão apenas para receber os produtos, de segunda a sexta, entre 10h e 20h. A Morada do Samba fica na Rua Samaritá, 1020, no Limão, zona norte de SP. É recomendado que vá sozinho entregar sua doação, assim evitando aglomerações.

A escola campeã do grupo Especial 2020, a Águia de Ouro está arrecadando alimentos não perecíveis, higiene e limpeza. Além disso, as costureiras da entidade estão confeccionando máscaras de proteção para serem distribuídas para hospitais e sua comunidade. As doações podem ser entregues na quadra localizada na Avenida Presidente Castelo Branco, 7683, na região da Água Branca, em São Paulo, todos os dias entre 14h e 18h.  Também é possível fazer doações de qualquer quantia na conta bancária: Banco itau
Ag 0152  Cc 72751-7  Cnpj 48.113.559/0001-54  G.R.E.S.AGUIA DE OURO.

Com um trabalho muito intenso na parte social, a Unidos de Vila Maria também está arrecadando doações em sua quadra, de segunda à sexta, das 12h às 17h, na R. Cabo João Monteiro da Rocha, 448, no Jardim Japão, zona norte. Quem não conseguir doar diretamente, pode dar sua contribuição em dinheiro, qualquer valor é aceito, e precisa ser depositado na conta da entidade: Banco do Brasil  AG: 0584-3  C/C: 11.153-8            CNPJ: 43.156.728/0001-10   G.R.C.S.E.S. UNIDOS DE VILA MARIA. Nesta semana, a Gaviões da Fiel anunciou em suas redes sociais que seu departamento social irá arrecadar alimentos para distribuição de cestas básicas e marmitas para os moradores de rua da cidade, para isso, a entidade está recebendo os seguintes itens: Arroz, Feijão, Macarrão, Óleo, Molho de Tomate, Sal, Açúcar e Sardinha em óleo. As doações pode ser feitas na sede da Gaviões da Fiel, localizada na Rua Cristina Tomás, 183 – Bom Retiro, na região central de São Paulo ou pelo whatsapp do departamento social, nos números: 11 98203-4963 / 11 98382-6657 / 11 98382-0741. A X9 Paulitana também está convocando da comunidade da Parada Inglesa para doar alimentos nesse período. A entidade pede para que os doadores entrem em contato no telefone (11) 99587-0976 ou que mande uma mensagem nas redes sociais da X-9, para que se possa combinar da escola retirar diretamente as doações. Localizada em um dos bairros mais carentes de São Paulo, a Terceiro Milênio tem um trabalho constante com sua comunidade durante todo ano. No último sábado, a escola distribuiu 150 cestas básicas para seus componentes em situação de risco e esse trabalho seguirá nas próximas semanas. Desde a última semana, a Mocidade Unida da Mooca está em uma larga campanha para arrecadação de alimentos e produtos de higiene pessoal em parceria com o projeto Abraçando Corações. Para doar, bastar entrar em contato no (11) 96625-2672 e falar com Gabi, que irá combinar para retirada de sua doação. A Dragões da Real abriu as portas de sua quadra para receber doações de sua comunidade. Quem não teve a oportunidade de ir, pode ajudar com doações em dinheiro para campanha, com qualquer quantia. Para isso, basta depositar o dinheiro na conta da escola: Banco do Brasil AG – 0386 C/C – 61315-0
Grêmio Recreativo Carnavalesco Dragões da Real.

No Rio, Jorge Castanheira, presidente da Liga Independente da Escolas de Samba do Rio de Janeiro (Liesa), anunciou um esforço solidário institucional, coordenado e planejado, com voluntários para a produção das tão demandadas máscaras para comunidades e aventais para a rede de saúde, com a adesão unânime das 12 escolas do Grupo Especial, mais a União da IlhaEstácio de Sá. As escolas receberam orientação de médicos ligados a instituições públicas de ponta, como a UFRJ / Hospital Clementino Fraga (Fundão) e da Fiocruz, além da Secretaria municipal de Saúde na escolha dos materiais e modelos adequados. A Liesa ainda se envolve na negociação dos insumos junto a fornecedores. Várias escolas empenham os seus barracões como oficinas. Outras valem-se de pontos mais próximos das comunidades ou das quadras. O plano é ter seis costureiras por grêmio (84 costureiras), com uma remuneração básica para 30 dias, gerida pela Liesa. Há listas de voluntários de diferentes habilidades querendo participar. Alem da confecção de EPI, quase todas trabalham na  arrecadação e distribuição de cestas básicas e de material de higiene e limpeza.

Por Waldir Tavares

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui