ANDRÉ MACHADO

0
356

 

O canceriano André Machado, nascido no Rio de Janeiro, iniciou sua carreira profissional no meio carnavalesco na capital fluminense, atuando como figurinista, já que tem formação em desenho de moda, tendo nessa condição atuado em escolas como Unidos do Porto da Pedra, São Clemente e até mesmo na Estação Primeira de Mangueira.

Como carnavalesco propriamente dito, estreou no carnaval carioca de 1996 na Em Cima da Hora, onde para aquele ano apresentou o enredo “Yara Cigana, canta,dança e toca, é Rio, é Rua, É carioca”, juntamente com Salomé e Reinaldo, como numa comissão de carnaval, tendo alcançado a sexta colocação.

Ainda na Em Cima da Hora, permaneceu para o carnaval de 1997 onde desenvolveu o enredo “Sérgio Cabral, a Cara do Rio”, numa parceria com Fernando Pamplona.

“…Eu jornalista me fiz
Um eterno aprendiz carioca de fato
Um dia num lampejo de amor
Eu me vi compositor
Mangueira me mostrou o seu retrato
Quem luta faz opinião
Chegou a hora da justiça social
É Pixinguinha, é Elizete, é uma constelação
Glória à cultura nacional…”

(Em Cima da Hora – samba de enredo 1997)

No ano de 1998 André transferiu-se para a cidade de São Paulo, mas não abandonou seu trabalho no carnaval, já que logo em sua chegada a capital paulista foi contratado para desenvolver o carnaval da Barroca Zona Sul, onde permaneceu até o ano 2000.

Em 2000 assumiu como carnavalesco do Grêmio Recreativo Cultural Beneficente Escola de Samba Brinco da Marquesa, escola paulista dos grupos intermediários.

Do carnaval de 2002 até o carnaval de 2005, André Machado realizou os desfiles da Imperador do Ipiranga, tendo alcançado como melhor resultado um vice campeonato no carnaval paulista de 2003 no grupo de acesso, quando a escola apresentou o enredo “Sorria! O Imperador da Alegria Chegou!”.

Nos carnavais de 2006 e 2007, André Machado deu expediente na tradicional Nenê de Vila Matilde, tendo apresentado os enredos “Mamma Bahia – Ópera Negra, Lídia de Oxum” e “A Águia Radiante Com Um Pioneiro Das Comunicações. João Jorge Saad, 70 Anos de Conquistas e Realizações”, respectivamente, tendo alcançado como melhor colocação um sétimo lugar em 2007.

No carnaval de 2008, participando como integrante de uma comissão de carnaval, André trabalhou na Império de Casa Verde, que naquele carnaval apresentou o tema de enredo “Sambando, cantando e seguindo a canção. Vem, vamos embora para a festa da MPB”, desfile com o qual a escola alcançou um nono lugar no grupo especial paulista.

Do carnaval de 2009 a 2014 André Machado foi carnavalesco da Pérola Negra, tendo sido campeão no carnaval de 2013, quando a escola estava no grupo de acesso paulistano, com o enredo “O espetáculo vai começar, Pérola Negra apresenta: O Auto da Compadecida”.

Saindo da Pérola Negra, sediada no bairro de Vila Madalena, logo a seguir André foi contratado pela X-9 Paulistana, onde fez os carnavais de 2015 e 2016, com os enredos “Sambando na chuva, num pé d’água ou na garoa, sou a X9 numa boa!” e “Açaí guardiã! Do amor de Iaçá ao esplendor de Belém do Pará”, tendo obtido como melhor colocação um 11º lugar em 2015.

Desde o carnaval de 2017, André Machado presta expediente na Rosas de Ouro, sete vezes campeã do carnaval de São Paulo, tendo apresentado os enredos “Convivium. Sente-se à mesa e saboreie”, “Pelas estradas da vida, sonhos e aventuras de um herói brasileiro” e “Viva Hayastan!”, tendo com este último enredo alcançado um terceiro lugar na folia paulista.

No carnaval de 2019 foi montada uma comissão de carnaval na Rosas de Ouro para atuar juntamente com o carnavalesco André Machado.

Para esse carnaval de 2020, André Machado escolheu para a Rosas de Ouro o tema de enredo “Tempos Modernos”.

 

 

“Eu faço a pesquisa, desenho todas as fantasias de ala e dos carros e ainda faço uma peça piloto de cada fantasia. E por isso geralmente começo a apresentar o enredo no mês de maio, sem parar até a festa de carnaval.”

(André Machado – Estadão/SP)

Por Sidnei Louro Jorge Júnior

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui