A “desvirada” de mesa

0
40

Com o prazo de cobrança da multa por descumprimento do regulamento terminando na sexta feira, começa-se a cogitar a possibilidade de “desvirar” a mesa e manter a Imperatriz Leopoldinense no Grupo de Acesso.

Uma plenária marcada para quarta-feira pode escrever um novo capítulo nessa saga. A repercussão negativa aliada ao impacto financeiro que a manutenção da decisão traria, são fatores que podem levar dirigentes a repensar a decisão.

– A Unidos da Tijuca pode, sim, mudar seu voto – disse Fernando Horta.

Com essa possibilidade, seriam 7 escolas favoráveis à virada, contra 6 contrárias à quebra do regulamento. Sendo assim bastaria apenas mais uma escola favorável mudar o seu voto.

Segundo apuração do jornal O Globo, Paraíso do Tuiuti e Mocidade Independente devem manter seu voto, restando às demais, Salgueiro, Grande Rio, União da Ilha, Estácio ou São Clemente o papel de fiel da balança para a mudança do cenário.

-É grande a chance de que isso ocorra – declarou certo dirigente.

Por Douglas São Pedro

Fonte : O Globo.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui