O Nu nas escolas de Samba.

Era 1989 e a GRES União da Ilha vinha apresentando um belíssimo desfile com o enredo “Festa Profana” de Ney Ayan que abordava a folia momesca desde as influências romanas.

Eis que após o início arrebatador, adentra a avenida a alegoria “Roma Pagã” e nesta o ícone da época Eloni Lara chamava atenção dos comentaristas da TV Manchete ao se tornar a primeira mulher a aparecer completamente nua na avenida.
Na ocasião a televisão não viu problemas em dar closes nas partes íntimas da modelo que foi focalizada de todos os ângulos dando ênfase ao fato com movimentos explícitos.
A mesma Enoli já havia desfilado no ano anterior coberta somente com uma espécie de pintura rubro negra em meio a uma ala repleta de jogadores do Flamengo no enredo sobre Ari Barroso.

A repercussão do caso em 1989 foi tanta que, no ano seguinte, a Liga das Escolas de Samba, declarou proibida a “genitália desnuda”.
A proibição inspirou Joãozinho Trinta, que em 1990 coloca Jorge Lafond completamente nu em cima de vulcão no sugestivo enredo “Todo mundo nasceu Nu”. Lafond e o citado vulcão ficam minutos preciosos nas câmeras televisivas em meio a led e fumaça, em efeitos fantásticos.

O seio desnudo era coisa corriqueira nos anos 80 e várias musas como Edna velho, Roberta Close dentre outras, eram adeptas desta performance. Porém em 1991a homenageada Dercy Gonçalves se torna a mulher mais velha a desfilar com os seios a mostra na passarela do samba com a Viradouro. A escola não foi punida, mas nos vídeos disponíveis nota-se a saia justa da transmissão da época.

 

E mais uma vez ele, Joãozinho trinta quem em
1992 descumpre a regra, quando o ator Torez Bandeira desfilou pela Beija-Flor vestindo apenas um esparadrapo, que acabou caindo de seus genitais durante o desfile, custando perda de pontos à escola. No entanto Torez virou sensação do momento e foi capa de diversas revistas na época.

A proibição se dá até os dias atuais e nota-se que os corpos que outrora faziam parte do marketing da chamada Festa da Carne, hoje viraram cabides para muitas cangalhas, penas e tecidos.

Nos atuais carnavais dos protestos, viradas de mesa, e resultados polêmicos.
TODA NUDEZ SERÁ CASTIGADA!

Por Waldir Tavares
Fotos Arquivos O Globo/ Revista Fatos e Fotos
Edição Equipe de criação por Jorge Lucas

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui