Atualmente com 44 anos, Lucinha Nobre ainda é considerada uma das mais conceituadas e melhores Porta Bandeira do Carnaval.

Aos 17 anos de idade, ficou famosa muito antes do irmão, o cantor e compositor Dudu Nobre.

Em 1992 Lucinha, assume o primeiro pavilhão da Mocidade independente de Padre Miguel, após um precioso tempo como suplente da lendária Babi.

Em 1995, na mesma agremiação, formou com Rogério Dornelles uma das maiores duplas de casais de todos os tempos.

Os dois foram campeões com a escola em 1996. No ano seguinte Lucinha quebrou todo protocolo ao desfilar de bailarina, cruzando a avenida toda com sapatilhas de ponta e uma fantasia nada tradicional.

Após longo período na verde branca de Padre Miguel, ambos se transferem para a Unidos da Tijuca em 2002, tirando notas máximas 4 anos consecutivos, de 2005 a 2007.
A bailarina dançou com Rogério e Bira ficando por lá até 2009.

Nos anos seguinte teve passagens de três anos na Portela e um na Inocentes de Belford Roxo. Na escola da baixada em 2013,receberia suas piores notas em toda carreira.

A Mocidade promoveu seu retorno em 2014. No problemático desfile daquele ano, Lucinha deu uma emocionante declaração sobre como teve que ajudar a fazer a fantasia a poucos dias para o desfile.
Neste mesmo ano termina a parceria com Rogério Dornelles.

No ano seguinte a bailarina ousou ao lançar o jovem Diego de Jesus como seu novo par.
E neste desfile protagonizou o polêmico e também ousado incêndio imaginado pelo carnavalesco Paulo Barros. O fato causou constrangimento nos puristas e houveram inúmeras criticas.

Após o polêmico carnaval, sem explicações plausíveis, a verde e branca a dispensou da função.

Fora do carnaval de 2016, Lucinha Nobre nos surpreendeu ao se declarar apaixonada por carnaval e surgir desfilando em outros setores da Unidos da Tijuca.

Passada a ausência, defende o pavilhão da Porto da Pedra no carnaval da série A.
E mais uma vez lança um novo talento, o jovem Marlon que junto dela são contratados para o retornar a Portela em 2018.

De lá pra cá os dois estão garantindo os 30 pontos necessários no quesito.
Prova de que Lucinha Nobre, cinco vezes premiada com o Estandarte de Ouro e com mais de três décadas de carreira, ainda é uma das maiores Porta Bandeira da atualidade.

Por Waldir Tavares
Fotos wingder Frota / Purepeople

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui